Viveiro
2. Núcleo Flora
Há 15 anos, o viveiro do Parque Vida Cerrado surgiu com a missão de servir de ferramenta para as atividades e projetos de educação ambiental e, também, ser uma fonte de mudas nativas para agricultores e instituições locais em programas de recuperação de áreas degradadas, como forma de equilibrar o processo produtivo que rapidamente alterou a paisagem regional, pressionando flora e fauna nativas.

Em mais de uma década de atuação, alcançou expertise na produção e distribuição e conquistou a posição de maior viveiro comercial em quantidade e variedade de sementes e mudas da região Oeste da Bahia, contando com mais de 40 espécies nativas em seu portfólio e certificação junto ao Registro Nacional de Sementes e Mudas (RENASEM), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Em 2021, como resultado da reformulação do plano de negócios, o viveiro do Parque Vida Cerrado tornou-se um Centro de Excelência em Restauração. Além de dispor de grande expertise na produção de sementes e mudas, agora conta com uma equipe multidisciplinar formada por especialistas em fauna e flora, as mais avançadas tecnologias totalmente adaptadas às condições do Cerrado baiano, uma vitrine para presentação das técnicas e todos os serviços da cadeia da restauração para atendimento das demandas do agronegócio, desde o diagnóstico de áreas degradadas, planos de restauro, execução e monitoramento: uma ferramenta imprescindível para acelerar o processo de restauração ambiental na região.

A expertise na produção de mais de 40 espécies nativas, a capacidade de distribuição de até 100 mil mudas e a parceria com redes de coletores de sementes – já regularizada com o apoio do Parque Vida Cerrado - e outros viveiros da região, são alguns dos diferenciais competitivos do Centro de Excelência em Restauração do Parque Vida Cerrado.

Para adquirir mudas e sementes de espécies nativas ou contratar os serviços do Centro de Excelência em Restauração, entre em contato pelo telefone (77) 99971-3190 ou envie um e-mail para viveiro@vidacerrado.org.br.

O VIVEIRO COMO FERRAMENTA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL

Desde o início de suas atividades, o viveiro do Parque Vida Cerrado pautou suas ações em três frentes: agricultura, comunidade e rede de coletores de sementes.

Na agricultura, procurou sensibilizar agricultores sobre a importância dos recursos da biodiversidade, fomentar o plantio de mudas de espécies nativas do Cerrado em áreas degradadas, formar profissionais e instituições em técnicas eficientes de recuperação e estimular a sustentabilidade da rede de coletores de sementes.

Na comunidade, envolveu moradores da zona rural em ações de valorização do Cerrado, apoiou projetos de geração de renda por meio da coleta e distribuição de sementes para produção de mudas, incentivou a economia verde e gerou renda para assentados a partir da compra de sementes nativas.

Junto à rede de coletores de sementes, procurou envolver moradores de comunidades rurais do município nas ações de valorização do Cerrado, apoiou projetos e gerou renda com a coleta de sementes nativas destinadas para a produção de mudas e construiu um plano de negócios capaz de incluir a produção de diversos produtos da sociobiodiversidade produzido pelas comunidades como doces e artesanatos. Contribuições social e ambiental

No campo, o viveiro deu grande contribuição na recuperação de áreas degradadas, promovendo maior sustentabilidade agrícola e conservação da biodiversidade. No centro urbano, apoiou às atividades de rearborização, contribuindo para o aumento da diversidade de espécies vegetais, melhoria das condições do microclima e qualidade de vida da região e estímulo ao exercício da cidadania. Em funcionamento há 15 anos, o viveiro já destinou mais de 200 mil mudas em todo o Matopiba e, todos os anos, vem disponibilizando 10% de sua produção para doações junto a projetos da comunidade.

A Rede de Coletores de Sementes do Oeste da Bahia

A Rede de Coletores de Sementes foi fundada em 2021 com o apoio do Projeto Conecta Cerrado – projeto financiado pela iniciativa global Parceria para o Bom Desenvolvimento (The Good Growth Partnership), que é executado no Brasil pela Conservação Internacional, em parceria com o Instituto Lina Galvani e o Parque Vida Cerrado. A associação é formada, inicialmente, por 20 coletores que, em sua maioria, são mulheres. O grupo se dedica, desde 2011, ao trabalho de coleta de sementes nos remanescentes vegetais da região e, por meio da venda das sementes para projetos de restauração, as famílias e a comunidade melhoram suas rendas. Neste contexto, o Projeto Conecta Cerrado proporcionou mais capacitação e auxiliou no processo de regularização da instituição. O Parque Vida Cerrado incubará a Rede de Coletores de Sementes nos próximos anos, dando suporte para o estabelecimento da associação e fortalecimento da rede de contatos do grupo.

Atualmente, a Rede contabiliza a coleta de aproximadamente 70 espécies nativas da vegetação, o que representa um ganho enorme de diversidade de espécies. Estima-se que, já no seu primeiro ano, o grupo atenderá um total de 75 hectares de restauração. O plano de negócio, elaborado em conjunto com os integrantes da rede, prevê o ganho de escala da coleta de sementes e a inclusão de outros produtos, como doces, bolos e artesanatos. Para saber mais, entre em contato com o Parque Vida Cerrado pelo contato: (77) 99971-3190 ou pelo e-mail viveiro@vidacerrado.org.br.
Ações do viveiro Vida Cerrado
Para a
Agricultura
- Sensibilizar agricultores sobre a importância dos recursos hídricos para a sustentabilidade socioeconômica da região;
- Fomentar o plantio de mudas de espécies nativas do Cerrado em áreas degradadas;
- Formar técnicos e instituições em técnicas eficientes de recuperação de áreas degradadas, diminuindo o custo de sua recuperação;
- Fomentar e dar sustentabilidade para a Rede de Coletores de sementes.
Com a
comunidade
- Envolver moradores de comunidades rurais em ações de valorização do Cerrado e de seus recursos hídricos;
- Estimular a apoiar projetos de geração de renda por meio da coleta e distribuição de sementes para produção de mudas;
- Incentivar a economia verde, valorizando a floresta em pé e gerando renda para assentados com a compra de sementes nativas;
- Promover o debate sobre a importância das Áreas de Preservação Permanentes (APP) para a qualidade da água e, consequentemente, da permanência dos mesmos nestas comunidades.
Rede de
coletores de sementes
- Envolver moradores de comunidades rurais do município nas ações de valorização do cerrado e de seus recursos hídricos, assim como na geração de renda com coletas de sementes nativas destinadas para a produção de mudas.
- Estimular e apoiar a ampliação de geração de renda destes moradores através da coleta de sementes e fornecimento das mesmas para a produção de mudas;
- Promover economia verde e gerar renda para famílias de assentados através da compra de sementes nativas;
- Promover o debate sobre a importância das Áreas de Preservação Permanente (APP) para a qualidade da água e consequentemente da permanência dos mesmos nestas comunidades.
Como adquirir
as mudas
77 9.9971-3190
Para a compra da mudas entre em contato através do celular ou e-mail acima.
*Pedidos acima de 5000 mudas devem ser programados com antecedência de 6 meses.

Todos os anos disponibilizamos 10% da produção para doações junto a projetos da comunidade:

• Projetos de Educação Ambiental com distribuição gratuita para a comunidade;
• Projetos de escolas, Igrejas e ONGs.

Para participar, basta entrar em contato e enviar o projeto em nosso e-mail.
Notícias
Agendamento de visitas
77 9.9971-3190
Comecial
19 9.9770-1583
Fundadora e Patrocinadora
Patrocinadores
Parceiros
Parque Vida Cerrado 2019 - Desenvolvido por
Negra Comunicação